29Ago

Legados da Copa para o Estado

Podemos afirmar que para a Hotelaria e Turismo de São Paulo essa foi “COPA DE TODAS AS COPAS”

"Realmente foi um grande privilégio participar ativamente do maior evento do planeta, me orgulho de ser paulistano, paulista e brasileiro, agradeço a todos por todo o apoio e força para promover o turismo de SP e do Brasil." - Bruno Omori . Presidente da ABHI-SP e coordenador da Câmara da Copa do Conselho Estadual de Turismo do Estado de São Paulo

A COPA DE TODAS AS COPAS, podemos afirmar que para a divulgação do turismo Brasileiro esta informação é verdadeira, se no futebol venceu a melhor e mais organizada seleção, ficam os nossos parabéns para a Alemanha, mas as maiores congratulações ficam para o povo brasileiro e ao Trade Turístico, que deu uma lição de civilidade e receptividade na Copa, promovendo o espírito esportivo e recebendo com muito carinho e profissionalismo todos os turistas, imprensa e seleções.

Como legado e pontos positivos podemos elencar:

A atuação da Câmara Temática da Copa do Conselho Estadual de Turismo que desde 2008, em parceria que teve a coordenação da ABIH-SP e a participação de entidades membros do Conselho Estadual de Turismo de SP , como ABRAJET-SP , SPCVB, SPTURIS , APRECESP , ABRASEL-SP , ABAV-SP , UBRAFE, AMITUR, ABBTUR, entre outras entidades do trade turístico, assim como o Comitê Paulista da Copa, a SPCOPA, Secretarias de Governo Estadual, Ministérios do Turismo e Esporte, Prefeituras, e a Fifa Hospitality, com os objetivos de integrar as ações entre o Trade Turístico, Fifa e Governo, Promover e Desenvolver o Turismo Paulista, Qualificar a Mão de Obra, e Melhorar a Infraestrutura dos hoteis e produtos turísticos, conseguindo receber com qualidade 15 da 32 Seleções que disputaram o Mundial no Brasil.

Dentro das 15 Seleções que escolheram o Estado de SP , as cidades que receberam as mesmas tiveram uma exposição do turismo, serviços, produtos e atrativos, de 4 a 15 horas de televisão cada nos Países da seleção estrangeira, da imprensa e mídia internacional. Foram visitadas, fotografadas, gravadas e expostas em mídias impressas, televisivas, eletrônicas
e postadas em mídias sociais: meios de hospedagens fazendas históricas, praias, museus, igrejas, turismo de aventura, bares, restaurantes, atrativos turísticos, e principalmente a cordialidade do povo Paulista, Paulista e Brasileiro. São estimados mais de 27 bilhões de expectadores somente na TV durante os 30 dias da Copa no Brasil.

Conforme a pesquisa da ABIH-SP os hoteis que receberam as seleções para os jogos ou como Centro de Treinamento, enquanto as seleções estiveram presentes ficaram com taxas de ocupação entre 65% a 85% e depois de sua saída até a final decrescendo de 5% a 15%, mas com excelente exposição de mídia e de feedback dos turistas estrangeiros em relação a qualidade de atendimento, receptividade e estrutura. Todavia os hoteis do Estado de SP que não assinaram contratos oficiais, e cidades que não foram CTS , ou fizeram um trabalho direto de captação de fluxos turistas ligados a Copa do Mundo, tiveram uma queda na ocupação de 30% a 60% em media de sua demanda para o período.

Durante a Copa somente a ABIH-SP recebeu 24 empresas ou patrocinadoras ligadas a seleções da Copa, com 2 objetivos: com 80% destas com foco na introdução de suas marcas/ serviços/ produtos no mercado hoteleiro Paulista e Brasileiro, estamos falando de 180.000uh no Estado de SP e mais de 390.000 uh em todo Brasil, isto significa que nos próximos meses já estão procurando canais de distribuição ou mesmo a produção dentro do nosso País; e 20% destas empresas/patrocinadoras, representam Fundos de Investimento que estão procurando hoteis para comprar ou mesmo oportunidades para construir nossos empreendimentos hoteleiros no Brasil em 2014.

A cidade de São Paulo que possui 42.000 UHs e 105.000 leitos recebeu 6 jogos da Copa que  representou uma entrada de uma nova demanda a do turismo de lazer e esporte mudando as características do receptivo da cidade, fato que pode ajudar a consolidar definitivamente a capital paulista como é Nova York com o corporativo/eventos muito forte durante a semana e com um alto fluxo de turismo de lazer, gastronomia e entretenimento aos finais de semana e feriados. Tivemos uma mudança de fluxo do turismo de negócios para antes ou depois da Copa, isto significa que nenhum evento, congresso, feira ou treinamento fora cancelado e sim transferido de data, portanto em 2014 é esperado um crescimento de 4 a 7% na ocupação da cidade, sendo que em 2013 tivemos o crescimento de somente de 1% na ocupação anual com 66% de ocupação em 2013 contra 65% em 2012. Durante o período de 12/6 a 13/7/14 tivemos uma ocupação média de 60% na cidade de São Paulo.

Fonte: Da Redação - imprensa@uvesp.com.br


Deixe seu comentário

AGOSTO INCRÍVEL NA FRANCO & BACHOT

Associados

Selecione a cidade

Ou escolha por ordem alfabética

  • UBRAFE
  • MW Way
  • ABIH
  • Compre o Certificado Digital com desconto
  • IDTCEMA
  • RENT MY BRAIN
  • São Paulo é tudo de bom
  • Turismo Paulista