MTur libera R$ 83 milhões para autódromo e carnaval de SP
16Nov

MTur libera R$ 83 milhões para autódromo e carnaval de SP

O ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, assinou ontem (11) a autorização de pagamento de R$ 43 milhões para a finalização das obras do Autódromo de Interlagos, em São Paulo. O repasse vai encerrar as obrigações da pasta referentes ao contrato de R$ 160 milhões assinado com a prefeitura.

As obras viabilizadas pelo MTur fazem parte do compromisso assumido pela prefeitura com a organização da Fórmula 1 como contrapartida para manutenção do GP Brasil até 2020 em Interlagos.

Já foram liberados R$ 117 milhões para o projeto, que incluíram melhorias dos centros operacional e de imprensa, além do edifício de apoio aos boxes das competições e também adequações de acessibilidade (instalação de rampas, passarelas e elevadores, entre outros serviços). A requalificação permite que a estrutura do autódromo seja utilizada também para outros eventos.

Na mesma solenidade, o ministro do Turismo e o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, assinaram termo de compromisso para a contratação de R$ 40 milhões para a segunda etapa da Fábrica do Samba, complexo com mais de 77 mil metros quadrados de área construída que promete renovar a organização e execução do carnaval paulistano.

Outros R$ 40 milhões do Ministério do Turismo já haviam sido investidos na primeira etapa das obras, já finalizadas. O local será usado por todas as agremiações da Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo.

“Estamos apoiando dois projetos estruturantes para o Turismo paulistano em duas áreas fundamentais para atração de turistas e movimentação da economia local. A Fórmula 1 e o carnaval projetam São Paulo dentro e fora do Brasil e reforçam a vocação da capital paulista para receber grandes eventos”, destacou Lummertz.

MOVIMENTAÇÃO

De acordo com estimativas da SP Turis, o Autódromo de Interlagos recebeu cerca de 150 mil pessoas interessadas em acompanhar os treinos de sábado e a competição de domingo. Segundo a prefeitura, o evento injeta aproximadamente R$ 250 milhões na economia da capital.

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de São Paulo (ABIH-SP) anunciou que as reservas atingiram 95% da rede hoteleira no período, o equivalente a cerca de 40 mil quartos ocupados.

Durante a etapa brasileira, a Fórmula 1 gera dez mil empregos temporários. É o maior evento esportivo internacional da América do Sul. De acordo com a SP Turis, 67% do público são turistas, sendo 11% estrangeiros. Além de gastos com hospedagem (60%), entre as principais atividades realizadas pelos visitantes destacam-se gastronomia (23%), compras (15%) e vida noturna (12%).

Clique e leia a noticia do Panrotas


Deixe seu comentário

BOVEN - MAIS UMA PARCERIA DE SUCESSO

Associados

Selecione a cidade

Ou escolha por ordem alfabética

  • Turismo Paulista
  • Compre o Certificado Digital com desconto
  • São Paulo é tudo de bom
  • ABIH
  • RENT MY BRAIN
  • IDTCEMA
  • MW Way
  • UBRAFE